Não basta usar protetor solar, tem que saber COMO usar!

O câncer de pele é o tipo de tumor que mais atinge a população brasileira, sendo responsável por cerca de 25% dos cânceres diagnosticados no país, sabia disso? Pois é, o assunto é sério mesmo! Como sou muito branquinha e cheia de pintinhas, aprendi desde cedo a importância do protetor solar e, graças a minha mãe, uso protetor no rosto diariamente desde os meus 10 anos ou menos. Hoje, além do rosto, uso sempre também no pescoço e mãos.

Atualmente estou usando esses dois:

No rosto: Anthelios BB Cream La Roche Posay, FPS 50

Como é um ‘gel-creme’, não é muito oleoso e tem uma corzinha que já funciona como base no dia a dia.

No corpo: Idéal Soleil, da Vichy, FPS 50

Fácil aplicação, seca rápido, além de hidratar a pele e ter um cheirinho bem agradável.

Pois então, o protetor solar é o grande aliado na prevenção do câncer de pele, porém, apesar de vivermos em um país tropical com alta intensidade de raios solares, 62% dos brasileiros não usam protetor. E, dentre os que utilizam o produto, apenas 25% utilizam o protetor solar de forma correta, garantindo a proteção. Ou seja: não adianta apenas usar o protetor solar, tem que saber a forma correta de usar!

Mas então… Existe uma forma correta de usar protetor solar?
Sim, existe! O primeiro ponto a ser observado é a textura do produto, que deve ser escolhida de acordo com o seu tipo de pele. Para pessoas com pele oleosa, recomenda-se formulações em gel ou sérum. Já quem tem pele seca deve evitar o gel para não evidenciar o problema.
O fator de proteção solar (FPS) indicado para o seu tipo de pele também deve ser levado em consideração. Formulações em creme são mais estáveis e conseguem carregar um FPS maior, acima de 50. Já o gel e o sérum, pela leveza dos componentes utilizados em sua formulação, dificilmente conseguem um FPS acima de 30. Uma boa alternativa para quem não abre mão do gel é usar o ‘gel-creme’, uma formulação intermediária que possibilita uma proteção mais alta.

Como escolher o FPS?
O FPS indica quantas vezes mais a sua pele está protegida do sol com a utilização do produto em relação à pele sem proteção. O número do FPS recomendado para a média dos brasileiros é o 30, mas se a sua pele for muito clara ou se você já teve algum tipo de problema de pele, esse número pode ser 60 ou mais. Da mesma forma, peles morenas e negras podem utilizar FPS entre 15 e 20. Maquiagens com FPS funcionam bem para reforçar a proteção, mas não devem substituir o protetor solar. Consulte seu dermatologista para saber o tipo de proteção mais indicada para você.

Capriche na aplicação do protetor!
Para garantir a proteção indicada na embalagem, é importante que a aplicação do produto seja feita de forma correta. Os cremes podem ser espalhados com movimentos circulares das mãos, já os filtros em gel devem ser aplicados em sentido único para não esfarelar. O spray deve ser borrifado generosamente sobre a pele para garantir a cobertura, mas não deve ser espalhado com as mãos. A aplicação incorreta do protetor prejudica a cobertura do produto e pode expor algumas áreas do corpo a queimaduras.

Passar muito ou pouco protetor?
Afinal, é melhor passar uma camada grossa e criar uma barreira maior contra os raios ou uma camada fina de protetor para facilitar a absorção do produto? Quem nunca teve essa dúvida? Pois bem, a quantidade de protetor aplicada também deve ser observada para garantir a eficácia.
Para o rosto e pescoço, deve ser aplicado o equivalente a uma colher de chá de protetor solar. A mesma medida para a parte da frente do tronco, outra para a parte de trás do tronco e para cada braço. Para a parte da frente de cada perna, deve-se usar uma colher de sopa de protetor e a mesma quantidade para a parte de trás de cada perna. Seguindo essas indicações, o ideal é que seu protetor solar dure, no máximo, três finais de semana.

Posso aplicar o protetor quando chegar na praia?
Essa pergunta é velha, mas muita gente acaba fazendo isso… E não, não pode. Quer dizer: não deve se você quiser se proteger. A primeira aplicação de protetor solar é a mais importante para criar um filme homogêneo de proteção sobre toda pele. Ela deve ser feita em casa, sem roupas, com o corpo seco (sem transpiração) e a pele limpa.
Espalhe bem o filtro e espere secar antes de vestir a roupa. Lembre-se de aplicar o produto também no dorso dos pés, mãos, nuca e orelhas. A reaplicação do protetor deve ser feita a cada duas ou três horas, dependendo do local em que você estiver e da sua transpiração. Após entrar na piscina ou no mar, o indicado é se enxugar com a toalha e reaplicar em seguida o produto no corpo todo.

Para uma proteção eficaz, além da utilização correta do filtro solar, o uso de chapéus, roupas e outras medidas protetoras são altamente recomendadas. Sempre que possível, evite exposição ao sol entre 9h da manhã e 15h da tarde, períodos em que os raios solares são mais intensos e prejudiciais à pele. E o mais importante: visite periodicamente seu dermatologista. Quando o assunto é saúde e beleza, a prevenção é sempre o melhor remédio!

Médica consultada: Priscila Allem – Dermatologia

Anúncios

Um comentário sobre “Não basta usar protetor solar, tem que saber COMO usar!

  1. Pingback: Minhas armas para encarar o sol sem medo! – O Poder do Batom Vermelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s