Estamos de volta e com várias novidades!

Oi gente!!! Como vocês estão? Desculpem o sumiço, mas foi por uma boa causa! “O Poder do Batom vermelho” está sendo reformulado pra trazer cada vez mais conteúdo relevante de qualidade pra vocês. E as novidades já começaram a aparecer!

A primeira delas é o novo perfil no Instagram, que está lindo! Cheio de inspirações de maquiagem, dicas de saúde e beleza e muito batom vermelho, claro! Já deu uma olhada? Vou deixar o link aqui, aproveita e já segue lá:
https://www.instagram.com/opoderdobatomvermelho/

A outra novidade é o espaço “Pergunte ao Especialista”. Toda semana, um profissional da área da saúde ou beleza vai responder dúvidas das seguidoras. E começamos já esta semana com o tema pilates, uma prática que vem se popularizando cada vez mais, mas ainda gera uma série de dúvidas em relação a quem pode e deve praticar e os reais benefícios. Pilates pode ser considerado uma atividade física? Esta é uma dúvida que eu tenho por exemplo rsrs. 

Quem vai responder é a Aline Motta, ela é formada em educação física e tem especialização em pilates e medicina tradicional chinesa. Tem alguma dúvida ou gostaria de esclarecer alguma coisa em relação à prática do pilates? Deixe sua pergunta nos comentários ou mande um e-mail até a próxima sexta, dia 13.

As respostas serão postadas aqui no blog na semana que vem! Ah! e o tema da semana que vem já foi escolhido e promete render muito: botox! Participe e tire todas as suas dúvidas!  

Espero que vocês gostem das novidades! Beijo grande!!! 🙂  

Você vai se apaixonar por esse lip tint da Luisance

Faz um tempinho que descobri os lip tints e foi amor a primeira vista! Pra quem não conhece, lip tint é como se fosse um ‘corante’ de maquiagem, ou seja: ele pigmenta mas não cobre a pele, deixando uma ‘corzinha’ de saúde de forma leve, sem pesar. É encontrado geralmete em versão líquida ou gel e pode ser aplicado nos lábios, bochechas e até nas pálpebras.

Aqui no Brasil, o produto vem ganhando cada vez mais espaço e admiradoras, como eu. Mas na Coreia eles são muito populares. Só que, ao invés de usar o lip tint em toda a boca como nós, brasileiras, fazemos, as coreanas passam um pouquinho de produto no centro dos lábios e depois esfumam, assim:

Elas usam o lip tint assim, concentrado no meio dos lábios! Que tal?

Voltando ao Brasil…

Eu já virei muito, mas muuuito fãs dos lip tints. Acho que dá um visual incrível principalmente quando você não quer carregar muito na maquiagem. Pra quem ainda tem dúvidas, olha o efeito que dá usando o lip tint e nada mais (nada meeeeesmo, só correção de pele):

Olha como fica bonito!

Pois bem, agora\ que você também já deve estar virando fã do lip tint, vou te apresentar minha mais nova descoberta que eu estou simplesmente APAIXONADA!!! É este lip tint aqui, da Luisance, cor 02:

Ele vem em forma de gel e com um aplicador semelhante aos de gloss e batom líquido. Isso facilita pra quem quer usar como ‘batom’ pra dar uma corzinha nos lábios e também para quem pretende usar como ‘blush’ ou ‘sombra’ (com esse aplicador fica fácil colocar só um pouquinho de produto pra depois espalhar). Vale lembrar que o lip tint pigmenta, ele não cobre!

Além da tonalidade, do aplicador e do cheirinho de morango (sim, ele tem um cheirinho delicioso!), o lip tint da Luisance não scorre na hora de aplicar e tem um fixador incrível!!! Olha issoooo:

Olha essa fixaçãoooo!!! E essa corrrrr!!! ❤

Mais alguém AMA lip tint? Conhecem esse da Luisance?

Batalha das bases: Dalla x Diorskin Forever

Recentemente postei aqui sobre a minha mais nova descoberta no mundo das bases de alta cobertura, a base matte vegana da Dalla, que além de ser super eficiente, é bem baratinha! Paguei só R$17!!!

Para saber mais sobre essa base MARA, é só clcar aqui!

Nesse mesmo post, comentei da minha base preferida de todos os tempos, que é a Diorskin Forever, da Dior, que é perfeita, mas tem um porém: o preço alto! Custa cerca de R$ 280!!!

Para saber mais sobre a base DIVA MASTER Diorskin Forever, é só clicar aqui!

Desde que descobri esta base da Dalla, venho alternando o uso das duas e estou bastante satisfeita, mas nunca tinha feito um comparativo lado a lado pra ver na prática as diferenças entre uma e outra. Resolvi então gravar um vídeo com a ‘batalha das bases Dalla e Diorskin’ pra ver se vale a pena investir tanto dinheiro numa base ou se dá pra economizar sem abrir mão da qualidade.

Confesso que fiquei surpresa com o resultado! Para assistir, e só dar o ‘play’! Ah! Quem ainda não se inscreveu no canal, aproveita e já se inscreve! Estou reformulando tudo, preparando muita coisa legal pra vocês! ❤

Base vegana com alta cobertura e precinho camarada

Uma pele bem-feita é essencial para o sucesso de qualquer maquiagem. Por isso, é importante acertar na escolha da base para garantir um bom resultado. Eu sou apaixonada pela base Diorskin Forever, acho imbatível no quesito cobertura, acabamento, cor e durabilidade. Mas o precinho é beeem salgado…

Para saber mais sobre a base Diorskin Forever, clique aqui!

Resolvi buscar alternativas mais em conta que oferecessem também uma alta cobertura e encontrei esta da Dalla. Ela foi desenvolvida para peles mistas e oleosas, promete acabamento matte e alta cobertura. E o precinho é ótimo: paguei 17 reais numa loja da rua 25 de Março, mas vi que na internet tem pra vender a partir de R$ 9!!! Como eu já era fã dos batons da marca, achei que poderia ser uma boa e não me decepcionei!

Olha que cobertura incrível logo após a primeira camada:




Aqui dá pra ver bem a diferença. A base cobriu superbem inclusive os cravos e espinhas. E nem passei primer nem nada, só a base!

Maravilhosa, né? Fica com aspecto aveludado bem bonito. Ah! Além de tudo, a base da Dalla é vegana!

Eu ameiiii!!! Com certeza vou usar mais vezes. E vocês, o que acharam?

Truque para aumentar o tempo da manutenção da unha de gel

Coloquei as unhas de gel há pouco mais de um mês e sim, estou amando! É maravilhoso estar com as unhas sempre bonitas e arrumadas. Para quem nunca usou, o esmalte não descasca e você também pode optar por fazer uma unha francesinha encapsulada (por baixo do gel) que aí nem esmalte precisa. É sensacional!

Olha como fica linda!!!

Aqui tinha acabado de voltar da esmalteria.

Porémmm… – sim, temos um porém – isso tem um custo um tanto elevado. O preço da colocação da unha de gel começa em R$ 180. Já vi até por R$ 360!!! O valor costuma depender do bairro e cidade. Após a colocação das unhas, é preciso fazer a manutenção, geralmente a cada 15 ou 20 dias. O preço da manutenção fica em torno de R$ 75.

O que determina o tempo entre uma manutenção e outra? Basicamente o crescimento da sua unha. Se a sua unha cresce rápido, a manutenção precisa ser feita antes. Se cresce mais devagar, pode demorar um pouquinho mais. Unha que cresce rápido é maravilhoso, mas neste caso, significa mais gastos, já que a manutenção deve ser feita num intervalo de tempo menor.

A minha unha graças a Deus tem um bom crescimento. Mas confesso que estava preocupada com os gastos com a manutenção, já que pretendo ficar com elas por um bom tempo rsrs… A primeira manutenção fiz 15 dias após a colocação e já estava no limite! Explico: quando a unha vai crescendo, fica uma diferença de altura entre a unha natural e a de gel, aí fica feio. Além disso, a base da unha pode descolar e esse é o maior perigo, pois pode entrar água entre a unha e a unha de gel e até criar fungos. Então não pode marcar bobeira mesmo com a manutenção! Nem por questão estética nem de saúde.

Olha como vai dando pra ver a diferença. E parece que a base vai querendo soltar da unha…

Morrendo de medo dessa história dos fungos, tive a ideia de comprar uma cola de unha para eu mesma dar uma reforçadiha em casa quando percebesse qualquer perigo de descolamento. E super deu certo! Inclusive consegui eu mesma salvar uma unha que descolou praticamente inteira. Só tem que cuidar pra ficar bem coladinha meeesmo.

A cola que usei foi essa aqui, Precision, da Kiss, custou cerca de R$ 8 e é anti-fúngica!!!

Aí, seguindo nos meus pensamentos mirabolantes, tive outra ideia: após me certificar de que a unha estava bem colada, resolvi lixar um pouquinho a base da unha para nivelar com a altura da unha de gel. Isso ajudaria a resolver a parte estética da questão da necessidade de manutenção. Ficou assim:

Usei lixa normal e uma lixa para polir depois:

Como a minha unha estava sem esmalte, apenas com a francesinha encapsulada, resolvi passar um esmalte por cima e finalizar com top coat efeito gel da Colorama pra dar um brilho extra. Com a unha pintada, não dá pra perceber onde termina a unha de gel e onde começa a minha. Olha como ficou:

Usei o esmalte Joia das Águas da Risqué e o Top Coat da Colorama:

Olha o ‘antes’ e ‘depois’:

Resumo da ópera: com esse truque, vou conseguir segurar por mais uns cinco dias, talvez uma semana até fazer uma nova manutenção. Pensando a médio e longo prazo, vai dar uma boa economia! 🙂

O que acharam da dica? Alguém já experimentou fazer isso?

Conheça o Batom da Marchetti, o legítimo 3B: bom, bonito e barato!

Batom é tudo de bom né? E quando é bonito e tem precinho camarada, melhor ainda! Pois bem, os batons da Marchetti são assim, ao menos esses dois que eu experimentei com efeito cremoso e alta cobertura, confirmando a informação do fabricante, que diz assim:

O Batom Marchetti foi especialmente desenvolvido com pigmentos intensos que proporcionam alta cobertura com efeito cremoso. Possui tonalidades que valorizam seus lábios, hidratam e protegem contra as ações do tempo. Além disso, Hidrata os lábios deixando-os nutridos com cores uniformes e deslumbrantes. Os Batons Marchetti fixam perfeitamente aos lábios e promovem uma cobertura uniforme e perfeita. Resultado duradouro e satisfatório desenvolvido exclusivamente para você.

Olha só como ficou nos lábios:

Batom Duet Marchetti Amorosa n°11

É um tom nude puxado pro marrom. Bem básico, ótimo para o dia a dia!

Olha como fica bonito! A cobertura é ótima, efeito super cremoso e bastante brilho. Achei que até aumentou um pouquinho o volume dos lábios, não acham?

Fiz até um videozinho pra vocês! 🙂

Batom Marchetti n° 04 Due Fatal

Eu amooooo esse tom! É mais puxado pra um rosa escuro, uva… acho super elegante!

Olha como fica nos lábios, que divooo! Assim como o outro, a cobertura é ótima, textura super cremosa e brilho incrível! Apesar de ser um tom escuro, acho ótimo para o dia a dia, deixa elegante qualquer produção!

Fiz um vídeo com esse batom muso também que já virou meu queridinho:

O melhor de tudo é o preço super camarada: na Ikesaki sai por apenas R$ 11,75 cada um! Você pode comprar na lojinha exclusiva das superpoderosas e receber o produto no conforto da sua casa clicando aqui!

Ah! O que acharam da ideia dos vídeos aqui no post? Gostaram?

Ser mulher – uma transformação em andamento

Faz algum tempo que a mulher passou a ocupar apenas o papel secundário. Já temos excelentes protagonistas fazendo história nas mais diferentes áreas. Inclusive no futebol! Pensando a nível Brasil, um país extremamente machista, chega a ser irônico pensar que nosso maior nome no esporte seja o de uma mulher: Marta, eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo. Até hoje, nenhum homem foi capaz de tal feito.

Marta recebendo o prêmio de melhor jogadora do mundo pela sexta vez.

Ironia maior, no entanto, é o que acontece no dia a dia. Não vou nem entrar na questão das disparidades absurdas em relação a salários e oportunidades profissionais no esporte para homens e mulheres porque só isso renderia um texto por si só. Vou focar na cultura (machista sim) enraizada que está por trás disso tudo e que começa cedo, desde a formação da criança.

Na escola, na hora da educação física, adivinha o que acontece? Para eles, futebol, lógico! Para elas, vôlei. Espero que isso já tenha mudado, mas quando eu estava no colégio era assim. Em casa? Ainda são poucos os pais (mães inclusas) que incentivam as filhas a jogarem futebol. Não estou dizendo aqui que todas as meninas devem ou deveriam jogar futebol, mas que ele deveria sim ser apresentado como opção de esporte/atividade física para as meninas da mesma forma que acontece com os meninos.

O futebol, no entanto, é apenas um exemplo bastante oportuno, já que nossas duas seleções estão em campo e permitem certas comparações. O Brasil – futebol masculino – disputa a Copa América. O Brasil – futebol feminino – compete na Copa do Mundo, que já é histórica diga-se de passagem! Pela primeira vez no país, a Copa do Mundo de futebol feminino tem transmissão televisiva e ampla cobertura da mídia. E não só isso: a seleção feminina ganhou uniforme exclusivo (aleluia!) e até álbum de figurinhas. Nada mais justo. Estamos, enfim, evoluindo… Antes tarde do que mais tarde.

Mulheres comentando futebol… Mulheres narrando futebol… Comerciais de camisinha com igual teor apelativo em relação ao prazer feminino e masculino (sim, acabou de passar na TV e resolvi aproveitar o gancho) comprovam que estamos num momento de transformação. E, como todo processo transitório, é doloroso… É difícil ir contra o status quo, nadar contra a corrente, propor uma nova visão… Mas extremamente necessário para que esta visão deixe de ser apenas uma visão e se torne realidade. Seguiremos firmes e fortes nessa luta dentro e fora de campo!

Evoluímos, mas ainda precisamos evoluir muito mais!

Nunca se falou tanto sobre violência contra a mulher. Assédio deixou de ser ‘engraçadinho’ e virou crime. Evoluímos. Mas ainda há um loooongo caminho pela frente… Por que estou escrevendo isso?

Acho que ainda está para nascer uma mulher que nunca tenha passado por algum tipo de violência física, sexual ou mesmo verbal, de caráter moral/psicológica. Eu mesma já passei por várias situações bastantes desagradáveis em diferentes níveis. E digo; não é legal!!!

Acredito que nem sempre as pessoas fazem esse tipo de coisa ‘por mal’ mas porque realmente não têm consciência do mal que estão fazendo de fato. Às vezes até chegam a pensar que estão agradando. Oi? Pois é…

Pois bem, enquanto houver qualquer tipo de ‘confusão’ nesse sentido, é sinal de que é preciso sim continuar falando sobre isso. Vale para meninos e para meninas também.

Foto em PB porque o assunto é sério. Crédito: Leandro Ramos.

Caneta ou sombra para corrigir a sobrancelha?

Uma sobrancelha bem feita é capaz de fazer milagres pelo nosso olhar! Existem várias técnicas disponíveis hoje no mercado, mas mesmo em casa dá pra dar um jeito. Depois de fazer o desenho, é possível usar produtos específicos para corrigir imperfeições ou para pigmentar os fios e realçar o olhar.

Eu, por exemplo, sou muito clarinha e gosto de tingir a sobrancelha para valorizar o olhar (até porque dependendo parece até que eu não tenho sobrancelha rsrs). Olha a diferença que faz:

Olha como dá um up no olhar!

Existem vários produtos pra isso, eu costumo usar a caneta delineadora ou sombra específica para sobrancelha. Pintei uma de cada jeito para fazer a comparação. A minha sobrancelha direita pintei com a caneta delineadora e a esquerda com a sombra. Usei esses produtos aqui:

Corretor de sobrancelhas da Dazzle
Caneta de sobrancelhas da Quem Disse Berenice

O corretor de sobrancelha em formato de sombra eu uso há mais tempo, acho muito fácil de aplicar. Uso o tom mais claro de marrom e aplico com um pincel chato mais durinho. Dá um super destaque!

Olha o super destaque!

A caneta estou usando há pouco tempo, mas já estou amando! Dá um pouco mais de trabalho para aplicar, pois tem que ir pintando de acordo com o desenho dos fios, quase como se estivesse desenhando novos fios para preencher a sobrancelha natural (e consequentemente acaba pigmentando também), mas o resultado fica super natural:

O resultado fica super natural!

E você, pinta sua sobrancelha? O que você usa?

Shampoo a seco Panvel Hair Therapy – descubra se vale a pena!

Sempre ouvi a mulherada falando do shampoo a seco, umas dizem amar e outras detestam rsrs. Eu mesma nunca tinha experimentado e até duvidava da eficácia, até que resolvi experimentar.

Testei o Shampoo a seco Panvel Hair Therapy, a embalagem com 150ml custa cerca de R$ 20!

Segundo o fabricante: “O Shampoo Seco Panvel Hair Therapy elimina o excesso de oleosidade, proporcionando cabelos limpos a qualquer hora do dia. Sua fórmula exclusiva remove a oleosidade de forma prática e instantânea, deixando os cabelos leves e soltos.

O uso deste produto permite espaçar as lavagens, prolongando a sensação de cabelos limpos e macios. Sem sal e sem parabenos.”

Para testar de fato a eficácia do produto, fiquei uns dois dias sem lavar, mesmo indo à academia, pra ficar bem oleoso meeeesmo!

Deixei ficar beeem oleoso para testar!

É muito fácil de usar: basta agitar a embalagem e aplicar o spray diretamente na raiz dos cabelos a uma distância de mais ou menos 20 – 25cm. O cabelo fica branquinho assim:

Durante a ação do produto

Após uns dois ou três miutos, é só passar a toalha para remover o excesso de produto, vira tipo um pó que sai com bastante facilidade. Feito isso, o milagre acontece: olha como o cabelo realmente ficou mais bonito e soltinho e a aparência de oleoso praticamente desapareceu! Amei o resultado, me surpreendeu!

Parece mágica!!!

Sinceramente não é um produto que eu pretendo usar com muita frequência, até porque acho que acaba sujando mais o cabelo, acuulando mais resíduos e tal, mas com certeza é ótimo para salvar numa situação de emergência!

É tipo kit de primeiros socorros: a gente espera não ter que usar, mas sabe da importância de se ter em casa para quando precisar. E o precinho é super camarada também, né? Vinte reais. Falando nisso, dá pra comprar pela internet clicando aqui!

Alguém já usou? O que acharam?